Adormece, por favor!

Ontem, a minha filha achou que dormir era para fracos. Nas duas alturas em que dormir era o melhor remédio – a sesta a seguir ao almoço e a sono da noite – ela só queria rabiar.

Era notório o sono nela nas duas ocasiões: só fazia coisas parvinhas e quando acabou mais confinada à cama, tudo servia de desculpa para não dormir.

Mamã, quero água.

Mamã, quero o Mickey grande.

Mamã, quero o Bambi.

Mamã, quero músicas.

Mamã, quero fazer chichi.

Mamã, preciso de cortar a unha, tem dói dói.

Mamã quero brincar na escola.

Mamã, quero colinho.

Mamã, a meia não serve.

Mamã, quero tapar.

Mamã, não quero tapar.

Mamã, quero dar beijinhos ao papá.

Pipoca mais velha

Li hoje um post do instagram de alguém algo como “acreditem quando alguém vos diz que ter filhos é a melhor coisa da vida”. A minha crença naquelas horas de ontem era que aparecesse uma nave espacial e levasse a minha filha para fazer um intercâmbio ou que viesse o calaceiro do João Pestana, que claramente não deve trabalhar ao domingo ou então só faz serviços mínimos (porque a irmã dormia que nem uma santa desde as 20h30).

Às tantas eram já 22h30 e nós ainda nesta saga de adormecer. Eu a pensar que, se pudesse, estaria já no meu décimo quinto sono sem grande dificuldade e ela ali às voltas sem parar.

Há solução para isto que não envolva encarnar o zen Buda, que normalmente não habita em mim em domingos de parvoíce das miúdas? Para vos nivelar a coisa, eu preferia ter ido limpar casas de banho do que ter passado horas de tarde e à noite a desesperar pela crise de “não vou adormecer” da minha filha. Antes que me digam que o podia ter feito, azar… Já estava tudo limpo. 🙄

Tudo isto me leva a pensar na recomendação do pediatra em começar a educá-la para que adormeça sozinha.

Aqui a parte difícil até poderia ser o facto de ter a irmã mais nova no mesmo quarto a dormir com ela e fazerem as duas a mesma rotina de sono. A irmã ainda precisa de acompanhamento para dormir, seja ao lado na cama ou ao colo, porque precisa do contacto físico (perfeitamente natural ainda ser assim, com 12 meses).

Mas não. A irmã adormece rápido na maioria dos dias e nós vamos tentando criar uma disciplina de sair do quarto quando a mais velha está quase a adormecer. Mas ela acorda sempre e sai da cama, aparecendo no nosso quarto ou na sala (onde estivermos) e ainda mais chato é. Não volta ao ponto zero para a adormecer, mas quase. Talvez ela ainda não esteja preparada. Talvez nós não estejamos a fazer isto da melhor forma. Se calhar isto é como o desfralde, que não tarda leva com o post da parte 4.

Eu gostava de ter o zen Buda a morar neste corpo Danone 24h por dia, todos os dias do ano, mas só lhe pago para fazer um part-time com horários e folgas rotativos. Como diria uma colega de trabalho, não se pode ter o queque e o dinheiro do queque. 😋

Posto este desabafo, desejo a todos uma semana calma, cheia de coisas boas e úteis para a vida, e que não tenham numa semana inteira que mandar tantos “cala-te e dorme” como eu mandei num dia.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s