O dia em que ela deixou a chupeta.

Desde que os nossos filhos nascem que os imaginamos a fazer coisas e a conseguir ultrapassar barreiras mais depressa do que qualquer atleta olímpico. Depois, quando começam a evoluir e a conseguir agarrar um objeto, rolar, gatinhar, etc., já queremos que o tempo páre e que nos deixe aproveitar cada pedacinho passado. Enfim, nunca estamos bem. 😉

Isot é muito mais sentido quando são passos mais custosos ou maiores, como começarem a andar, a falar, adormecerem sozinhos, passarem para uma de solteiro, ou, neste caso, deixar a chupeta.

Já tínhamos tentado tirar a chupeta há algum tempo, dizendo que nos esquecemos dela na casa da avó quando ela lá foi dormir. Escusado será dizer que não funcionou. A Pipoca, cheia de sono, depois de mais de uma hora a virar-se na cama, levantou-se e foi buscar o telefone para ligar à avó. Pois. Eles são super espertos. Depois disso veio a choradeira e nada de dormir. Nem ela, nem ninguém, óbvio. e se há coisa que eu prezo na vida são as minhas horas de descanso. Tentámos novamente algo similar uns tempos depois; a reação foi exatamente a mesma.

Depois disto, pensámos que se deixássemos a chupeta ficar super gasta, que seria a altura em que ela se desinteressaria dela. No entanto, as nossas Pipocas sempre usaram as chupetas da Phillips Avent e elas são super resistentes. Os meses passavam e a chupeta continuava boa!

Entretanto, no infantário, já não usa chupeta há quase um ano para fazer as sestas. Em casa, zero. Eles dão-nos a volta com uma pinta, senhores,…

Entretanto, no fim-de-semana passado, andavam as duas Pipocas meias constipadas e a chupeta não ajuda absolutamente nada. Numa das noites, ela pediu a chupeta e tentou ir buscá-la, como sabe tão bem fazer, e eu disse-lhe com calma que ela não podia usá-la naquela noite porque senão não ia conseguir respirar. Disse-lhe que a ia guardar comigo e que ela tinha que dormir sem a chupeta.

Nisto, já passou uma semana e ela tem dormido sem chupeta desde então. Ainda a pede – e espero que a vá pedindo, pois foram mais de dois anos habituada à amiguinha – mas acaba por adormecer sem ela. Às vezes demora quase uma hora a adormecer, mas acaba por acontecer.

Nesta fase, fico sempre com ela até que adormeça. O próximo passo, quando este estiver bem estabelecido, será sair do quarto antes de ela adormecer totalmente. Mas vamos fazer uma coisa de cada vez.

Confesso que gosto da hora de as adormecer, mesmo que seja ao colo (isto principalmente no caso da mais nova), é hora de mel para mim. É uma tranquilidade entre as três e elas ficam tão plácidas que são momentos para recordar.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s