Estamos quase a fazer 2 anos de Pipoca mais nova

Eis a inevitabilidade das comparações: temos duas filhas completamente diferentes e cada uma a seu ritmo, mas o facto de serem duas faz com que haja sempre algum padrão, alguma medida comparativa.

Olhei para a data há uns dias e faltava já menos 1 mês para a nossa Pipoca mais nova fazer 2 anos. Nisto, lembrei-me de ir ler o que escrevi quando a irmã fez essa idade. Lembrava-me bem de partes do dia: de onde almoçámos, de termos feito a consulta dos 2 anos dela e dos 2 meses da irmã ao mesmo tempo, de ter encontrado €10 no chão do Froiz e com isso a Pipoca ter escolhido o boneco – super favorito – do Mickey Super Piloto na Centroxogo,… isto tudo e mais umas coisas.

Mas não me lembrava do 1º chichi no pote em casa; na escola já tinha feito algumas vezes, mas em casa ainda nenhuma e aquele foi o dia! Presente para os papás! 😉

Na altura ela já falava alguma coisa – assim como a irmã. Nós lembramo-nos de que ela dizia bem os nomes dos bonecos favoritos (Mickey e Minnie), chamava a Mamã, o Papá, dizia o nome dos gatos, dizia nomes de animais e era mais ou menos isso.

A irmã tem outras prioridades: Mamã e Papá (ou às vezes Mãe a Pai – como ouve no genérico da Bluey), “Auau”, “miau”, “Có có ró”, “méee” e mais alguns sons de animais, bebé, pega (quando nos dá alguma coisa para a mão), não, pão, aqui, papa (“pápa”, de papar, de comida), e pouco mais. Prioridades, pronto. Quem a conhece sabe que ela é de bom sustento, por isso o “pão” e a “papa” não foram de estranhar como parte das primeiras palavras.

Podem aproveitar e ler o que já partilhei sobre fomentar a fala e as primeiras palavras. 😉 A aprendizagem da fonética dos animais é muito comum nesta idade!

Relativamente a outros pontos como a destreza de mãos e o caminhar, até estão muito próximas uma da outra em termos de metas de desenvolvimento. A mais velha é mais cuidadosa e leve no que faz, já a irmã… bem, esqueçam, às vezes tem a leveza de um pequeno Dumbo. Mas nada que não se lime aos poucos, acho eu!

Bem, deixo-vos com a minha pequena reflexão do dia 😉 enquanto mando abaixo um bom folhado. Os últimos dias não têm sido fáceis por causa de uma coisa espetacular chamada hemorróidas externas e que foram uma herança chata da minha primeira gravidez. Mas isto fica para outro post (se calhar até será em breve)!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s