Resumo de uma consulta a pares ðŸ©º

Hoje à tarde tivemos a consulta com o Pediatra: fizemos a revisão dos 4 anos da Pipoca mais nova – caraças, já faz 4 anos na sexta! – e da irmã por causa de umas dores de barriga que não passam há meses.

No geral, as miúdas estão impecáveis. Dinâmicas, espertas, atentas, só com um ou outro ponto de atenção. Saí de lá com a sensação de vitória por pelo menos andar em acertar em alguma coisa.

Da mais nova:

Desfralde completo – finalmente! – veio ajudar em várias coisas e tirar-nos o juízo noutras, mas estamos num caminho calmo, agora. Fico pasmada com a forma de funcionar dela: podemos andar às voltas com a motivação e tudo o mais, e nada tem impacto; de um dia para o outro, ela diz “ok, agora estou pronta” e transita a 100%. 🤷‍♀️

Por outro lado, o intestino regulado podia estar melhor. Convencê-la a beber água é um trabalho a tempo inteiro. Bebe pouquíssimo, ao contrário da irmã! E isso, claro, não a ajuda nada. Se calhamos de ir uns dias para fora, está o caldo entornado. Não há intestino a funcionar durante dias e dias seguidos, o que nos obriga a medidas drásticas. 😖

Ela já está a ser seguida pela Dra Helena Pinto (Nutricionista), de quem já falei aqui, e eu vou inventando com a alimentação conforme posso. A ideia mais recente foi fazer águas coloridas (não são mais do que água com corantes alimentares sem sabor) para ver se ela acha mais piada a beber água.

Da mais crescida:

Há mais de 2 meses que ela anda com dores de barriga regularmente. Começou com o que nos pareceu ser uma gastroenterite bastante longa, que a levou a andar umas 3 semanas a vomitar diariamente, quase, até isso passar e ficarem a dores de barriga e um intestino mais desorientado.

Como andamos a despistar doença celíaca, talvez pudesse ser disso, mas segundo o pediatra andam umas viroses gástricas prolongadas das quais não há ainda histórico e por isso é complicado haver profilaxia. Ou seja, é acompanhar os casos: no dela, como é uma coisa que está controlada, vamos vendo o que lhe dá mais conforto e vendo se piora. Não piorando, continuamos a dar conforto até passar, eventualmente.

Relativamente à doença celíaca, vamos levá-la a fazer análises no próximo mês para depois ir à consulta com a Dra Marta na semana seguinte. Espero que estas análises sejam conclusivas! Caso seja positivo, iremos despistar a irmã também. Algumas das dificuldades delas podem encaixar-se nesse cenário, mas, para já, não há razão para alarmes.

Outro tema que levei foi da falta de atenção da Pipoca. Não é sempre, mas há momentos em que ela parece a Dory 🐠 do filme do Nemo. Podemos estar a falar ao lado dela, que passa tudo ao lado. Segundo o pediatra, não há para já razão para alarme e pode ser algo mesmo da fase por que está a passar.

É uma idade de muita evolução e nota-se muito o salto que ela deu: está mais à-vontade, mais desinibida, e muito curiosa, e o cérebro dela anda a 200 à hora, quando ela só consegue ainda processar a 100. 🏎️

Falámos ainda sobre o aparelho dentário dela, que ela mostra toda contente a toda a gente. É mais uma coisa a ser feita já, e ela acaba por ter ainda mais uma “novidade” para lidar nesta tenra idade.

Em julho lá voltaremos para o check-up dos 6 anos (como assim, já 6 anos?!) e já teremos novidades relativamente às análises.

Advertisement

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.